Publicidade

São Paulo, SP 13/10/2020 – “Precisamos seguir todos esses cuidados à risca, não só para estar de acordo com as exigências, mas também para evitar problemas à saúde de todos”

A autorização para reabertura dos salões de beleza em São Paulo veio acompanhada de diversas normas de segurança, portanto toda rotina que era praticada antes precisou sofrer alterações rígidas para poder voltar com o atendimento ao público.

A autorização para reabertura dos salões de beleza em São Paulo veio acompanhada de diversas normas de segurança, portanto toda rotina que era praticada antes precisou sofrer alterações rígidas para poder voltar com o atendimento ao público.

A pandemia do coronavírus afetou praticamente todos os setores do comércio, e o setor de beleza foi um dos mais prejudicados. Com as portas fechadas desde 20 de março, muitos salões não resistiram a esses meses sem trabalho e não conseguiram reabrir no dia 06 de julho, quando foi liberado o retorno, conforme o planejamento de reabertura gradual do comércio.

De acordo com a pesquisa feita em junho pela Associação Brasileira de Salões de Beleza (ABSB), cerca de 15 mil empresas da área de beleza declararam falência no estado de São Paulo.

“No início enfrentamos algumas dificuldades com a falta de notícias, tanto do Governo quanto da Prefeitura de São Paulo. Foi o sindicato que nos passou as informações e só então pudemos começar a fazer os procedimentos necessários para o retorno com segurança”, explicou André Oliveira, CEO e proprietário do salão Studio Ark.

O salão e seus profissionais precisaram participar de um treinamento sobre cuidados para o retorno seguro, recebendo um certificado na conclusão. Somente após a emissão desses certificados foi concedida a liberação para retornarem às atividades.

A rotina de trabalho sofreu diversas mudanças, reduzindo o quadro de funcionários e diminuindo o atendimento em 60%. Também ocorreu alteração no horário de funcionamento, que antes era de 12 horas por dia e passou a ser apenas 6 horas. Toda parte de higienização precisou ser reforçada, mantendo a esterilização dos assentos, dos lavatórios e dos utensílios entre um atendimento e outro. Além disso, todos os profissionais utilizam máscara e viseira também.

Localizado na região do Morumbi, em São Paulo, o salão passou por várias adaptações na estrutura, instalando totens de álcool em gel, tapete sanitário, organizando os assentos com a distância adequada e mantendo o termômetro digital na entrada para medir a temperatura de cada cliente.

André conta que nesse momento é necessária a conscientização e colaboração de todos, “Precisamos seguir todos esses cuidados à risca, não só para estar de acordo com as exigências, mas também para evitar um problema à saúde dos nossos funcionários e clientes”.

Website: https://www.studioark.com.br/

Publicidade

Deixe uma resposta