Publicidade

Santos, SP 28/9/2020 – Eu entrei naquela cozinha com muito amor no coração e com a certeza de que a Vó Idi estaria ali do céu olhando e torcendo por mim.

Paixão pela cozinha levou a publicitária e palestrante Karina Martins, de 33 anos, a ser uma das escolhidas para participar do reality de culinária

Graduada em Publicidade e Propaganda com MBA em Gestão de Marketing, a professora da Esamc Santos, Karina Florindo Martins, de 33 anos, resolveu aproveitar a sua paixão pela culinária para se jogar, segundo ela, numa grande e divertida aventura: a participação no MasterChef Brasil 2020, transmitido pela TV Band.

Inspirada pela sua avó, dona Eurídice, apelidada carinhosamente de Vó Idi, Karina se apaixonou pela culinária caiçara e acabou sendo uma das escolhidas para participar do 10º episódio da temporada do MasterChef Brasil, após se inscrever por meio de um vídeo, onde preparou uma receita tradicional de camarão na moranga da sua avó, falecida há três anos.

Recentemente, a publicitária encontrou um caderno de receitas de dona Eurídice e se surpreendeu ao descobrir que sua paixão pela arte de cozinhar começou ainda antes dos 6 anos de idade. “Enquanto meus pais davam aulas durante o dia, eu e meus irmãos ficávamos na casa dos meus avós, onde vivíamos essas aventuras gastronômicas todos os dias. Cresci vendo minha avó fazendo bolos, salgadinhos e encomendas para fora e meu avô, quando aposentado, vendendo os chocolates deliciosos que ela fazia”, explica Karina.

Natural de Peruíbe, litoral sul paulista, Karina Martins reside há 14 anos em Santos (SP), onde começou a atuar no mercado de marketing, proporcionando a condição atual de palestrante, diretora da Sow Fan Marketing Artístico, além de professora universitária, onde leciona Empreendedorismo e Comunicação na Esamc Santos.

Mesmo não vencendo a competição, Karina avalia positivamente a sua participação neste que é o reality show gastronômico mais famoso do mundo. “Eu entrei naquela cozinha com muito amor no coração e com a certeza de que a Vó Idi estaria ali do céu olhando e torcendo por mim. Vencer não estava nos meus sonhos. Só a participação já foi uma vitória pessoal, já que a seleção é sempre muito acirrada. O que valeu é que eu me diverti muito, e levarei essa experiência por toda a vida”, diz emocionada.

Website: https://esamc.br/unidade/Santos/

Publicidade

Deixe uma resposta