Uva Passa
Crédito: Divulgação
Publicidade

Amada por uns, odiada por outros, quando o fim de ano se aproxima, começam as reclamações sobre a inclusão da uva passa nos pratos natalinos. Mas você sabe de onde surgiu essa tradição?

Uva Passa no Arroz

A uva passa teve sua origem na pré-história na região do Mediterrâneo, quando as uvas caíam e secavam naturalmente, sendo apreciadas pelos homens da época. Mas os fenícios e egípcios é que foram responsáveis pela popularização da produção e utilização dessa iguaria, espalhando por todo o mundo ocidental

 

A história da uva passa vai muito além do que a culinária e nos faz voltar até os tempos da Roma Antiga. Antes do cristianismo, os romanos celebravam o festival  conhecido como Natalis Solis Invicti, na época do solstício de inverno, que ocorre de 21 à 25 de dezembro no hemisfério Norte. Os europeus passavam a guardar sementes e secar frutas por causa do período de baixas temperaturas que vinham pela frente. Além de tudo, nas classes mais altas da sociedade, essas especiarias vinham cobertas com ouro, servindo até mesmo de decoração.

Para festejar o novo ciclo, acendiam enormes fogueiras, dançando ao redor delas, girando e rindo enquanto comemoravam a vida, uma forma de atrair energias boas e mudanças internas e externas. A uva também prometia a ausência de fome, pobreza e ainda protegeria contra os excessos da bebida, sendo associada à Baco, o deus romano do vinho e do prazer (Dionísio para os gregos) que segundo a mitologia nasce de uma virgem no Solstício de Inverno.

A uva é símbolo de prosperidade, de fartura, de longevidade, fertilidade e plenitude. Por carregar esta simbologia, a uva está associada a festividades e à alegria.

Com a introdução do cristianismo no Império Romano, os festivais “pagãos” foram substituídos pela celebração do Natal. E mais uma vez as passas vêm representando o  fruto que está ligado ao vinho, o qual simboliza o sangue de Cristo para os cristãos.

Mesmo gerando inúmeras controvérsias a uva passa também traz vários benefícios à saúde se consumida nas quantidades recomendadas. Separamos alguns pontos positivos:

  • devido à suas fibras, auxiliam no bom funcionamento de nosso intestino
  • ótima fonte de energia por conta da boa quantidade de açúcares naturais (frutose e glicose)
  • pelo teor de vitaminas e nutrientes, fortalece o sistema imunológico
  • propicia a saúde de nossos olhos, por causa dos fitonutrientes que contém
  • protege os dentes e as gengivas da ação de bactérias devido ao ácido oleanólico, contido em seus nutrientes
  • o magnésio e potássio, que fazem parte dos nutrientes da uva-passa, reduzem a acidez e eliminam as toxinas do corpo, evitando doenças como a artrite, gota, doenças cardíacas e pedras nos rins
  • os fitonutrientes e polifenólicos existentes na uva-passas têm propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas
  • o antioxidante catequina, encontrado na uva-passa, protege o organismo dos radicais livres, que desencadeiam tumores
  • ótima fonte de cálcio, por isso fortalece os ossos e os dentes, além disso, o boro, um micronutriente contido nas uvas-passas, ajuda o organismo a absorver o cálcio, combatendo a osteoporose

uva passaAgora, para consumir as passas de forma saudável é importante que sejam ingeridas em POUCA QUANTIDADE, já que são bastante calóricas e possuem uma boa quantidade de açúcares do tipo frutose. Com alto índice glicêmico, ela causa picos de açúcar na corrente sanguínea, o que está ligado ao acúmulo de gordura. A porção recomendada é de 2 colheres de sopa, então lembre-se de maneirar para aproveitar todos os benefícios sem colocar a saúde em risco!

 

 

Autor:

Amanda Lyra - Crédito_Nick SourientAmanda Lyra – Cantora, compositora, produtora e apresentadora, cadeirante e idealizadora do Projeto Solyra. Diretora e Editora chefe do Expresso Livre e Portal VRNews!

Siga ela no FACEBOOK e INSTAGRAM.

Leia Mais matérias AQUI

 

Publicidade

Deixe uma resposta