Pluralidade - Linhas de Justapor
Crédito: Divulgação
Publicidade

Pluralidade

Fato de existir em grande quantidade, de não ser único; multiplicidade, diversidade
Já parou pra pensar e questionar o que seria desse mundão se todos fossem iguais? Que caos absurdo!!
Os filósofos gregos Anaxágoras, Empédocles e Demócrito, compositores da ”escola pluralista”, chegaram a conclusão de admitir que não há um princípio único que explique todo o universo. Existem vários princípios que, misturando-se, formam a multiplicidade das coisas existentes, daí a denominação “pluralista”.
Analisando com menos profundidade, a sociedade atual vive um momento onde existe uma grande divergência entre o singular e o plural… o embate entre pensamentos: Sejamos todos singulares (padrão, um conceito antigo e pessoalmente, retrógrado) e o da diversidade (Liberdade, para que cada um seja cada vez mais o que quiser ser). Diante de tais posições, seres humanos chegam aos extremos em suas ideologias, também beirando o caos, mas ainda de forma democrática (diferente da ideia singular, onde a democracia não existe).
Pois bem… o ponto que quero chegar nesse texto, é sobre a beleza de sermos plurais, dado que esse que vos escreve, defende veemente a liberdade humana.
Sociedades inteiras, poetas, escritores, pensadores, filósofos, artistas e intelectuais de todas as eras, escreveram sobre a beleza da diversidade humana. Diversidade essa que colore as praças movimentadas dos grandes centros, os escritorios das multinacionais, as salas de aula ou as praias quentes da Califórnia. A beleza da diversidade vem de dentro pra fora, nós somos o que somos por dentro, no que sentimos, transparecendo para fora… É essa diferença que nos faz ter impulsos em convivios sociais, novas amizades, amores, etc… é a maravilhosa diversidade que nos faz mais humanos!!
Defender a diversidade é defender a liberdade
Ser plural é defender o direito do próximo
Sejamos plurais, o mundo é muito mais bonito e harmonioso na multiplicidade!!
Seja o que você quiser ser!!
*
Thiago Lemes - Linhas de JustaporA Coluna Linhas de Justapor é escrita por
Thiago Lemes, músico, umbandista, pai da Sarah e filho da Lúcia, amante das artes, da filosofia, da poesia e da VIDA!
Publicidade

Deixe uma resposta