Foto: Divulgação
Publicidade

São Paulo, SP 11/11/2020 –

Prefeitura paulistana certifica projeto da Amil que propõe melhorias no atendimento a clientes trans e estreita relacionamento com beneficiários e seus familiares

Há três anos, a secretaria municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo reconhece boas práticas de inclusão, gestão da diversidade e de promoção dos direitos humanos em empresas, órgãos públicos e organizações do terceiro setor. E as certifica com o Selo de Direitos Humanos e Diversidade em 11 categorias: Criança e Adolescente; Egressos do Sistema Prisional e Pessoas Privadas de Liberdade; Igualdade Racial; Imigrantes; Juventude; LGBTI; Mulheres; Pessoas com Deficiência; Pessoas em Situação de Rua; Pessoas Idosa; e Tranversalidades.

Este ano, uma iniciativa diferenciada na área de saúde ganhou destaque: o Conselho Consultivo de Clientes Transgêneros da Amil, criado em 2018. A empresa foi reconhecida com o Selo de Direitos Humanos e Diversidade na categoria LGBTI no dia 30 de outubro. O Conselho reúne clientes e pacientes para discutirem a estrutura e os serviços prestados pela operadora, propondo melhorias. A principal delas, já atingida, foi o estreitamento do relacionamento com beneficiários e seus familiares.

Entre outros resultados também alcançados pelo Conselho estão a agilização do processo de implementação do nome social dos beneficiários nas carteirinhas do plano de saúde, a capacitação sobre identidade de gênero de mais de 100 profissionais da área de atendimento ao cliente, a criação de cartilhas sobre o tema, a realização de evento dedicado à contratação de colaboradores trans pela empresa e treinamentos diversos.

Website: http://www.amil.com.br

Publicidade

Deixe uma resposta