Foto: Divulgação
Publicidade

São Paulo, SP 9/11/2020 – A Harmonização Orofacial, que é uma especialidade da Odontologia, veio para ficar pois valoriza a autoestima das pessoas – Tarley de Barros – Presidente SBTI.

A busca da autoestima através da estética vem ganhando espaço nos consultórios e clínicas odontológicas por todo o Brasil

O Brasil é o país líder mundial em número de dentistas. De acordo com estudo feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o país tem 15% de todos os profissionais no mundo e desta forma os cirurgiões dentistas estão sempre atentos às inovações do mercado. Um destes segmentos é a estética da face com procedimentos minimamente invasivos.

Os procedimentos estéticos minimamente invasivos que são aqueles procedimentos em que não é preciso realizar grandes interferências para serem feitos e são procedimentos que dispensam a necessidade de uma cirurgia, ou um período de internação para serem realizados.

Neste segmento surgiu a Harmonização Orofacial que é uma prática de domínio dos cirurgiões dentistas.

A Odontologia tem ao longo dos anos desenvolvido e utilizado técnicas que vão além dos tradicionais procedimentos relativos aos dentes e/ou a boca como um todo e por este motivo os consultórios odontológicos tem oferecido os procedimentos estéticos e terapêuticos que visam principalmente o resgate à autoestima.

A Harmonização Orofacial tem tido destaque pela valorização emocional das pessoas através de procedimentos terapêuticos e estéticos da face humana. Um dos pontos principais é a simetria das formas do rosto.

Os critérios legais de atuação foram criados pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO) e estão previstos na Resolução 198/2019 e 230/2020, e contempla a prática de todos os atos pertinentes à Odontologia decorrentes de conhecimentos adquiridos em curso regular ou em cursos de pós-graduação de acordo com a Lei 5.081, art. 6, inciso I.

Entre os procedimentos previstos na Resolução estão o uso da toxina botulínica, preenchedores faciais e agregados leucoplaquetários autólogos na região orofacial e em estruturas anexas e afins, intradermoterapia e o uso de biomateriais indutores percutâneos de colágeno com o objetivo de harmonizar os terços superior, médio e inferior da face, na região orofacial e estruturas relacionadas anexas e afins, além de outros contidos no artigo 3º da Resolução 198/2019.

Importante citar que nem só na estética este mercado atua. Existem muitos procedimentos que auxiliam em tratamentos terapêutico como é o caso da toxina botulínica que pode ser usada em bruxismo, por exemplo, para o blefaroespasmo (espasmo da pálpebra), espasmo hemificial (contrações involuntárias dos músculos da face), e até para corrigir o sorriso gengival quando em excesso.

Há cerca de cinco anos foi criada a Sociedade Brasileira de Toxina Botulínica e Implantes Faciais na Odontologia (SBTI), que vem crescendo muito rapidamente em número de associados pelos quatro cantos do país e também em nível internacional.

A SBTI foi criada inicialmente por um grupo de professores que formaram a sociedade com o objetivo principal de lutar pelo direito dos cirurgiões dentistas de trabalhar com toxina botulínica e preenchedores faciais e que os dentistas atuantes no segmento da Harmonização Orofacial tivessem uma representatividade sólida dentro da Odontologia, principalmente no sentido de ajudar o crescimento e desenvolvimento da área no aspecto científico, administrativo e legal.

O Dr Tarley de Barros, presidente da SBTI informa que a entidade já se coloca entre as maiores de área específica, reunindo as principais lideranças de todo país nos segmentos em que atuam, assessorando sempre que necessário e solicitado os Conselhos em geral e principalmente os seus membros, com informações técnicas, jurídicas dentro das necessidades de cada um.

 

Os procedimentos preferidos da população

As técnicas da Harmonização Orofacial estão ganhando ainda mais destaque depois que famosos e celebridades da mídia têm compartilhado abertamente em suas redes sociais que estão realizando estes procedimentos, tais como Gretchen, o DJ Alok, e as cantoras Joelma e Kelly Key, entre outros.

Com base em pesquisas informais realizadas pela SBTI junto aos seus associados em seus eventos e congressos, estes são os procedimentos mais buscados nas clínicas e consultórios odontológicos.

Os destaques são a toxina botulínica, os preenchedores faciais e os fios PDO, cada um destes procedimentos tem suas finalidades, e podem ser utilizados em conjunto para somar resultados positivos.

Vale lembrar que todos os pacientes devem exigir a comprovação de que os produtos tenham o seu devido registro e regulamentação na ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

As marcas que comercializam no país a toxina botulínica, os preenchedores faciais e os fios PDO e outros produtos autorizados pela ANVISA, possuem em suas embalagens o número de registro para a distribuição autorizada. Caso contrário não havendo comprovação, os mesmos não devem ser em hipótese alguma utilizados.

 

Toxina Botulínica: O famoso Botox®, que é o nome da marca de um produto de uma grande empresa farmacêutica, mas que para o público em geral “batizou” o nome da toxina Botulínica, é certamente o produto mais popular, entre os produtos utilizados pela Harmonização Orofacial.

Em geral seus efeitos são sentidos posteriormente, já que a toxina começa a fazer efeito normalmente entre 7 a 15 dias após a aplicação, e seu efeito perdura entre três a seis meses, dependendo do estilo de vida da pessoa. Seu uso em excesso, ou sem respeitar os períodos de espaço necessários para as aplicações, pode gerar o “Efeito Vacina”, que é o desenvolvimento do organismo em se tornar resistente ao produto.

Preenchedores Faciais: são produtos em sua maioria criados a partir do ácido hialurônico, que permitem benefícios similares ao procedimento de um lifting cirúrgico com um custo bem menor, porém seus efeitos não são permanentes, e a procura dos pacientes nas clínicas e consultórios, são maioritariamente para aumentar o volume e o tamanho dos lábios, preencher o famoso bigode chinês, definição do formato do rosto, equilíbrio na harmonização das linhas da face. O tratamento com ácido hialurônico tem uma duração média de 01 ano, o que torna seu uso bastante atrativo.

Fios PDO: este procedimento tem sido amplamente utilizado pelos cirurgiões dentistas, pela sua versatilidade como um lifting facial, principalmente pelo fato de que os mesmos são produzidos com um material chamado Polidioxanona, e sua vantagem é que é um produto 100% biodegradável e absorvível pelo organismo com estimulação intensa de colágeno e elastina. É indicado para aplicação na testa, queixo, pescoço, bochechas, sobrancelhas ou pálpebra, sulcos nasolabiais, contorno da mandíbula. Sua durabilidade média é de 02 anos.

 

Onde estes procedimentos devem ser realizados?

Todos os procedimentos estéticos ou terapêuticos da Harmonização Orofacial devem ser realizados em ambiente adequado e próprio, como consultórios e clínicas, devidamente estruturados para o atendimento, bem como o suporte posterior ao paciente.

O Dr. Tarley destaca a importância de que os pacientes exijam que os profissionais tenham capacitação para realizar estes procedimentos, porque quanto mais habilitados, mais segurança o paciente terá de que suas expectativas serão atendidas e realização de palestras, congressos e eventos deste segmento tem colaborado e muito para uma elevada capacitação dos dentistas.

Segundo o provedor de pesquisa de mercado Euromonitor International, o Brasil é um dos países onde a população mais investe na beleza, está na quarta posição somente atrás dos Estados Unidos, China e Japão, e é um mercado que cresce intensamente, pois a tecnologia e as pesquisas de novos materiais e novas técnicas de aplicação são fatores muito favoráveis.

A Harmonização Orofacial está fortalecendo seu espaço dentro da Odontologia.

 

Website: https://sbti.com.br/

Publicidade

Deixe uma resposta