Publicidade

1/10/2020 –

Chef explica o papel do sal para ressaltar o sabor de pratos e conservar alimentos

O salgado é um dos cinco gostos básicos, que junto do aroma, compõem nossa percepção de sabor e faz parte da construção do paladar. “Uma curiosidade desse sabor é que ele só é proporcionado por um único ingrediente disponível na natureza: o sal”, conta a chef Ana Spengler, parceira da marca Smart.

Usado com parcimônia, o sal intensifica a percepção de aromas, aprimorando o paladar, e ameniza a percepção de amargor. Um exemplo é o uso dele durante o consumo de folhas amargas em saladas. Em excesso, o sal suprime a percepção de outros gostos e pode sobrecarregar o organismo. “O sal é um elemento de suma importância para preservação do equilíbrio químico do corpo. A recomendação média é de até 1g por dia, segundo a sociedade médica”, esclarece Ana.

A chef também fala sobre o efeito de conservação dos alimentos: “ele desidrata, como no caso do bacalhau e da carne seca, produz conservas, como azeitonas e alcaparras; e cura embutidos como salames e presunto cru. A diferença entre todos estes exemplos está na concentração de sal, mas o processo de conservação é o mesmo”, comenta.

Ana também acrescenta que a granulação é um detalhe importante no momento de escolher o tipo de sal do preparo e ao adicionar diretamente no prato no momento do consumo. “O sal refinado se dissolve facilmente e salga o preparo uniformemente, bom para preparos úmidos; o sal grosso, mais difícil de se dissolver, penetra de forma lenta em preparos secos, como carne crua. Já os cristais de sal como a flor de sal ou o sal marinho são excelentes opções para finalização, principalmente moídos na hora – acrescentam uma textura crocante, que estimula os sentidos, proporcionando uma explosão de sabor”, destaca.

“Além da granulação, sais vindos de diferentes regiões também apresentam sabores, variações nos minerais e aspectos diferentes”, revela Ana. O Sal Rosa do Himalaia, vindo da Ásia, que é um sal marinho de sabor suave rico em mais de 80 minerais, que dão a ele o tom rosado; e o Sal de Mossoró, uma opção genuinamente nacional recolhida manualmente das salinas de Mossoró, no Rio Grande do Norte, passa pela evaporação natural proporcionada pelo sol e vento, conservando nutrientes e salgando levemente os pratos, são exemplos de sais para se ter à mesa.

Website: https://smarttemperos.com.br/

Publicidade

Deixe uma resposta