CUMULUS - híbrida
Crédito: Divulgação
Publicidade

Cumulus

Sigo pro alto
Sempre em frente
Deixando toda gente para trás
Sigo no alto
Perfurando o branco do céu
Acima das nuvens
Já não vejo nada
Ninguém poderá deter a jornada agora
A não ser o criador, o cobrador
Com suas decisões de veneta
São golpes de sorte e azar
As casinhas lá embaixo
São placas de computador
Maquete antiga de gente viva
A terra não pode ser plana
O vento forte é ateu
Os astros explicam
Mas não determinam
Enquanto isso eu finjo ignorar
As voltas que meu estômago dá
Dentro do avião
***
Crédito: Chrisce de Almeida

Por Tacy de Campos  cantora, compositora, poeta. Seu primeiro disco autoral é “O Manifesto da Canção” e integra os projetos “DuoPlex“, “DuoÀs” e Banda Os Marginais. Tacy ainda atua como atriz e cantora em Cassia Eller, O Musical desde 2014 e apresenta o show “Relicário Cássia Eller”. É voluntária dos projetos “Os Pitais” e “Solyra”.  É Colunista do Portal VRNews e apresentadora do Programa Sala dos Fundos no YouTube.

Publicidade

Deixe uma resposta