BANDA DE CINEMA - FOTO DE AMANDA LAVORATO
Crédito: Divulgação
Publicidade

Quando se fala em banda, logo se imagina alguns músicos dispostos em determinado espaço, cada qual com seu instrumento, certo? Porém, partindo da ideia de trabalhar de maneira única e irreverente, a Banda de Cinema, criada em Curitiba, segue outro rumo: reúne sim um grupo que orquestra um verdadeiro espetáculo, mas em forma de cinema. 

BANDA DE CINEMA - FOTO DE AMANDA LAVORATO
FOTO DE AMANDA LAVORATO

Valendo-se da junção de diversos talentos que se fazem necessários para que um bom filme saia do papel – e que, aliás, seja bem escrito para que depois possa ser executado -, o grupo, formado em 2018, burlou toda e qualquer burocracia que há no mercado do cinema tradicional e extravasou esse mix de criatividade, experiência e, principalmente, vontade. 

BANDA DE CINEMA - FOTO DE AMANDA LAVORATO
FOTO DE AMANDA LAVORATO

O resultado? Pequenos filmes de ficção, com identidade cinematográfica, para serem veiculados no Instagram. Os filmes foram gravados no final de 2018, que resultou em três obras. O piloto chamado ”um dia” será lançado na primeira semana de maio (2020). O canal, inclusive, é um prato cheio para essa época de quarentena, quando as mídias sociais estão se mostrando mais essenciais do que nunca. 

 

BANDA DE CINEMA - FOTO DE AMANDA LAVORATO
FOTO DE AMANDA LAVORATO

Em se falando de conteúdo, as ficções produzidas pela Banda de Cinema não têm limites. Segundo Louise Fiedler, todos os envolvidos “estavam precisando extravasar em um espaço criativo”. “Quando você trabalha contratado pelo filme, já existe um roteiro”, disse. 

Com co-produção da Milk, também de Curitiba, a Banda de Cinema prova que, quando há paixão, não é apenas o resultado que importa, mas também o processo; e no grupo todas as etapas podem ser experimentadas por todos os engajados: se um diretor de fotografia quiser participar do roteiro, por exemplo, ele pode. 

BANDA DE CINEMA - FOTO DE AMANDA LAVORATO
FOTO DE AMANDA LAVORATO

Sobre escolher o Instagram para receber o projeto, Louise explica que o canal permite que mais pessoas sejam atingidas mais rapidamente e que é importante para o cinema fazer morada em outras plataformas.

INSTAGRAM: @bandadecinema

 

Publicidade

Deixe uma resposta