Apaixonada - poesia de Luar
Crédito: Divulgação
Publicidade

Apaixonada…

Falo, não nego, me entrego.

Não sou feita de orgulho.

Essa chama está bem acesa, desde a nossa primeira conversa, desde o momento em que você passou a (fazer) ser parte me mim.

Fogo se fez, desde a primeira vez.

Percebo, quando constantemente em ti penso, e não dispenso lembrar do teu olhar, sorriso e jeito que me fez apaixonar.

Não vou te enganar! Deixo as claras o que por você estou sentindo, apaixonada me sinto.

É na vontade de junto estar, cabendo dentro do teu abraço, desejo se fazendo laço.

Quando a mensagem vem, a alegria habita, coração acelera, forte palpita.

Sinto-me tão bem lado a lado com a esperança, essa que jamais pensei em ter de volta.

Me armava de afiadas respostas, fazia do amor próprio meu escudo, até a vida me trazer teu cheiro bom e tua voz que me fez silenciar, apreciar-te e por fim, desejar-te, sensação que a tempos não desfrutava.

 

Poesia de Luar

Simone de Andrade é de Blumenau, SC. Desde a adolescência interessou-se pela arte de escrever, buscando inspiração na própria história de vida. Iniciou sua formação superior na FURB – Universidade Regional de Blumenau em 2001 no curso de Artes Plásticas. Pós graduada em Ludo pedagogia e em Artes: Técnicas e Procedimentos. Atua como professora de Artes na Rede Municipal desde 2.002.  Publicou seu primeiro livro: “Entre palavras de amor e reflexões” em 2015 e  em 2017 publicou: “Palavras da Lua”.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta