A balança do meu amor - Estação de Histórias
Divulgação.
Publicidade

Sabe o peso da vida? Ela tem o peso da tua história construída. Fardo leve. Fardo pesado. A gente sempre escolhe que fardo quer ter do lado.

Aline sempre preferiu a leveza. Fez do seu jeito de ver, ser e sentir sua maior fortaleza. Sua vida é uma enorme balança, onde pra cada peso de desafio, ela coloca dois pesos de esperança.

Desde pequena foi assim. Pra cada não, dois sim. No estudo, no trabalho, quanto esforço e dedicação. Tudo em dobro, pra ganhar dos desafios através da superação.

Cada pedra, duas pás. Muitas doses extras do bem para todas as coisas más. Assim era e assim é. Assim sempre será. Muito de tudo que é bom, sempre, pra tudo que enfrentará.

No amor não foi diferente, e a doce menina muito precisou enfrentar. Paciência e entendimento, e um coração resiliente, para o fiel da balança equilibrar. Amor família. Amor irmão. Amor de relação. Amor pai. Amor próprio. Amor gente. Todo tipo de amor exigia equacionar pra seguir em frente.

Mas quando a balança equilibra, o retorno vem sem esperar. E todo amor que ela sempre sonhou e mereceu, se viu concretizar.

A menina de olhos otimistas e um tanto quanto envergonhada, era mulher doce e ao mesmo tempo, muito determinada.  Em toda sua caminhada, a parte boa foi sempre melhor alimentada. E nesse movimento de cultivar sempre o melhor, recebeu seu prêmio maior. A família que sempre desejou. A maternidade com a qual sempre sonhou. Amores que desequilibram a balança, pra trazer tudo que ela sempre visualizou e mostrar o efeito da esperança.

Os problemas não terminam. Os desafios não acabam. E no reteste do amor, a força e a determinação de Aline em prol desse fiel ajustar, traz tanta luz, tanta inspiração, que leva novamente para o lado bom, a balança desequilibrar.

E nesse desequilíbrio que se chama sobreviver, vem a busca do equilíbrio para o bem viver. Equacionando necessidades e valores. Amores e dores. Idas e vindas. Chegadas e partidas. Tudo transformando para o melhor da caminhada escolhida. Cheia de leveza e disposição, para mostrar pra ela e pro mundo que fiel da balança ainda é a melhor solução.

Pra fazer toda a gente ver, que fardo pesa quando você deixa pesar. Quando você não escolhe, com leveza enxergar.  Mesmo que seja difícil encontrar a justa medida, a gente sempre precisa buscar peso leve pra levar o melhor da vida…

 

Andréa - Redes Sociais (11)Escrito por Andréa Cristina Carvalho

(direitos autorais reservados)

www.encontrotansformandovoce.com.br

@encontrotransformandovoce

@andrea.cristina.ac

(41) 9 9964-6543

Escritora por paixão, colaboradora da Revista Expresso Livre uma generalista apaixonada pelo ser humano; uma agente de transformação.

Leia mais matérias  

Publicidade

Deixe uma resposta